Avaliação da biblioteca escolar 2021

Avaliação da biblioteca escolar

A avaliação das bibliotecas é hoje uma prática consolidada nas escolas, resultado da aplicação generalizada do Modelo de avaliação da biblioteca escolar, que se tem vindo a afirmar, nos últimos anos, como um instrumento orientador de boas práticas e, simultaneamente, indutor de uma cultura de avaliação. (Modelo de avaliação da biblioteca escolar)

A avaliação da biblioteca escolar visa determinar até que ponto a missão, as metas e os objetivos estabelecidos para as bibliotecas estão ou não a ser alcançados, identificando as práticas que têm sucesso e que deverão manter-se e os aspetos que importa otimizar.

Em 2020/ 2021 decorre o segundo ano de implementação do Modelo de avaliação da biblioteca escolar. De acordo com este modelo, as bibliotecas devem continuar a apostar na melhoria, refletindo esse esforço nos seus planos anuais de atividades, e avaliar o seu trabalho e desempenho através da aplicação de um conjunto diversificado de instrumentos, nos quais se incluem os questionários disponibilizados pela Rede de Bibliotecas Escolares. Para além da aplicação faseada destes questionários, é essencial que as escolas assegurem, ao longo do ano letivo, a recolha de outras evidências quantitativas e qualitativas essenciais ao processo de avaliação da biblioteca.

 
Fases do ciclo de avaliação
  Fases do ciclo de avaliação
 

O Sistema de Informação da RBE disponibilizará, através da aplicação informática de gestão da avaliação, os meios necessários para o envio dos questionários, a recolha e tratamento dos dados e a elaboração do relatório de avaliação, de acordo com o calendário seguinte:

 02 de outubro – disponibilização da aplicação;

 23 de abril – encerramento dos questionários;

 23 de julho – submissão do relatório e encerramento da aplicação.

No final do ano letivo, as escolas deverão descarregar e arquivar a totalidade dos documentos referentes ao período de 2020 a 2021, de modo a poder iniciar-se a preparação de um novo ciclo avaliativo.

A lógica sequencial conferida ao modelo de avaliação, de sucessão alternada de implementação de estratégias de melhoria e avaliação de resultados, aconselha a que se mantenham no segundo ano deste ciclo as mesmas bibliotecas que o iniciaram em 2019/ 2020.

Mantém-se, assim, o conjunto de critérios subjacente à identificação das bibliotecas do ensino básico e/ou do ensino secundário integradas no procedimento de avaliação:


N.º de professores bibliotecários 1
N.º mínimo de bibliotecas a avaliar 1
Observações Privilegiar a biblioteca que tenha obtido resultados inferiores a três num ou mais domínios de avaliação em 2018/ 2019. Em igualdade de circunstâncias, dar preferência à biblioteca da escola sede ou àquela onde se verifique a necessidade de implementação de um plano de melhoria.

N.º de professores bibliotecários 2/ 3
N.º mínimo de bibliotecas a avaliar 2/ 3
Observações Privilegiar as bibliotecas que tenham obtido resultados inferiores a três num ou mais domínios de avaliação em 2018/ 2019. Em igualdade de circunstâncias, dar preferência à biblioteca da escola sede e àquela(s) onde se verifique a necessidade de implementação de um plano de melhoria.
Preferencialmente devem ser selecionadas escolas que apresentem níveis de ensino sequenciais (ex. EB/JI+EB; EB+ES; EB/JI+EB+ES) e que, de acordo com os critérios referidos, tenha maior número de alunos.
 

As escolas que, por quaisquer razões, estejam impossibilitadas de efetuar os procedimentos de avaliação no corrente ano letivo, deverão comunicar, até 09 de julho de 2021, as razões desse impedimento para avaliacao21@mail-rbe.org.


Veja também: Modelo de avaliação da biblioteca escolar; Manual da aplicação informática; Guia de apoio à elaboração do relatório
NOTÍCIAS